terça-feira, 25 de junho de 2013

Criação do próprio emprego - A minha experiência no BCP

Tenho andado a "criar" vontade de escrever sobre o BCP e cá vai.
Entreguei no BCP o meu projeto com recurso à linha Microinvest no dia 15 de março, juntamente com todos os documentos que me solicitaram. 
Disseram-me que dentro de uma semana tinha a resposta.
Achei muito estranho ser apenas uma semana, uma vez que o projeto tem que ser avaliado pelo microcrédito, pela Sociedade de Garantia Mutua e pelo banco. Qual é o banco que consegue dar uma resposta tão rápido? Ah, e ainda nem tinha sido aprovado pela CASES.
Passado praticamente dois meses, telefonaram-me para me dizer que o projeto tinha sido recusado. Motivos: "Saldo insuficiente na minha conta e porque não tinha apresentado um fiador"...RIDÍCULO! 
Não apresentei fiador porque não me tinham pedido. Ia apresentar quando assim o fosse pedido, e quanto ao saldo da minha conta, fiquei escandalizada.
Ora, o microinvest, é um crédito para pessoas desempregadas, que não têm dinheiro e que não podem recorrer ao crédito tradicional, portanto, estes argumentos não são de todo válidos. Dois meses para me dar esta resposta???
Mas ainda não ficou por aqui...disse que tinha fiadores  enviei a documentação toda, e disseram-me que iam avaliar novamente.  Perguntei o tempo de resposta, e garantiram-me três dias no máximo.
Passado um mês (que era suposto serem três dias), telefonaram-me a dizer que tinha sido novamente recusado.
Três meses foi o tempo que o meu projeto andou a navegar no BCP para nada!
Como já estava preparada para um não, no dia seguinte após ter entregue a documentação dos fiadores no BCP, fui ao IEFP, expliquei a situação e pedi uma nova declaração para entregar na C.G.D. Estava a desistir do BCP perante o IEFP, uma vez que o pedido do microinvest não pode ser feito em mais que um banco em simultâneo. E no dia 9 de maio entreguei lá.
Na C.G.D. acharam ridículos os argumentos e disseram-me que ali, avaliam apenas o projeto e nunca a situação financeira do promotor do projeto, uma vez que é com recurso ao Microinvest. Pois claro...e ainda se riram!
Ainda não tenho a resposta da C.G.D, mas o que é certo é que o processo está a andar, pois pediram-me documentação no microcrédito que o BCP não tinha pedido, e já está na Sociedade de Garantia Mutua, pois tivemos que enviar nova documentação. O meu projeto no BCP, nem chegou lá. E muito provavelmente, nunca saiu das portas daquela agência.
Portanto, BCP...nunca mais!

Para quem não sabe, o BCP está a atravessar uma situação muito má. Tiveram um prejuízo enorme, já estão a fechar agências e a negociar com os funcionários. Parece-me que o dinheiro anda escasso por lá!

Um conselho: Escolham outro banco, se possível, a C.G.D, pois é um banco do Estado!

13 comentários:

  1. Boa tarde, li o seu post e fiquei com curiosidade em saber se conseguiu. Estou a pensar em recorrer ao microinvest também, mas deparei-me com um senão (o facto de estar desempregada e não receber subsidio de desemprego, degradou um pouco o meu perfil bancário). A minha questão é, o banco tem em conta a nossa situação pessoal (incidências, etc?) Obrigada
    AM

    ResponderEliminar
  2. Olá, AM!
    Até hoje ainda continuo à espera da resposta da CGD, mas já está em análise.
    Um dos requisitos é não ter incidências no presente. Se essa é a sua situação, não sei como irá conseguir dar a volta. Um conselho: vá ao banco e tire as suas dúvidas.
    Boa sorte...
    Catarina V.

    ResponderEliminar
  3. Boa noite Catarina. Estando eu empregado com contrato a termo (de 6 meses) sou elegível para poder pedir o microInvest ou, pelo contrário, fico automaticamente excluído por não estar no presente em situação de desemprego?

    ResponderEliminar
  4. Olá!
    Ao microinvest podem-se candidatar os desempregados inscritos nos centros de emprego, com capacidade e disponibilidade para o trabalho, que se encontrem numa das seguintes situações:

    a) Desempregados inscritos há 9 meses ou menos, em situação de desemprego involuntário, nos termos do Decreto-Lei n.º 220/2006, de 3 de novembro, ou desempregados inscritos há mais de 9 meses, independentemente do motivo da inscrição;

    b) Jovens à procura do primeiro emprego, entendendo-se como tal as pessoas sem atividade profissional, com idade compreendida entre os 18 e os 35 anos, inclusive, que nunca desenvolveram uma atividade profissional, ou tendo desenvolvido, a sua duração, seguida ou interpolada, não tenha ultrapassado os 12 meses;

    c) Nunca tenham exercido atividade profissional por conta de outrem ou por conta própria;

    d) Trabalhadores independentes cujo rendimento médio mensal, aferido relativamente aos meses em que teve atividade no último ano, seja inferior à retribuição mínima mensal garantida.

    Portanto, respondendo à sua pergunta, não me parece que possa, no entanto, à linha do microcrédito (até 12.500€) podem-se candidatar trabalhadores que estejam em risco de perder o seu emprego ou sem ocupação estável. Veja aqui: http://www.microcredito.com.pt/#conteudos/home.htm

    Se tiver mais dúvidas, não hesite!
    Cump.
    Catarina Viegas

    ResponderEliminar
  5. Olá Catarina, até que enfim que encontro alguém que fala um pouco sobre este assunto!

    Estou desempregada há 18 meses e prestes a ficar sem subsidio. No entanto, apresentei o meu projecto ao Banco no mês de Outubro, mas até hoje não me disseram nada. Achei estranho porque também não me pediram documentos nenhuns, para além da declaração do IEFP (em como sou ilegível para o Microinvest) o meu BI e algumas coisas relativas ao projecto (facturas pro forma entre outros). O meu projecto foi logo enviado para os serviços centrais e a partir daí nada sei... A minha dúvida é que não sei ao certo por onde me virar e a quem pedir justificações. Alguma sugestão?

    Obrigada em todo caso por relatares a tua experiência, que já é muito útil!

    Muriel Mendes

    ResponderEliminar
  6. Olá, Muriel!
    Foi precisamente por não encontrar estas informações que decidi escrever sobre o assunto. As nossas dúvidas são as mesmas de outras pessoas, certo? :-)
    O tempo de demora varia muito de banco para banco. Pelo que já vi a CGD é o banco mais demorado na resposta. O meu banco exigiu toda a documentação, até a dos fiadores, mas se não te pediram, vão pedir.
    Uma novidade boa, é que os bancos tem todos os anos um montante para atribuir em projetos para criação de emprego, e se entregaste em outubro, muito provavelmente irá ser aprovado até ao final do ano. Eu ligo sempre para a linha de apoio ao cliente da linha microinvest. Eles podem-te dizer em que ponto está o teu projeto, se já foi analisado, se está pendente, etc. Vê no teu banco, qual o número dessa linha. qual é o banco já agora?

    Força e nada de desistir...
    Alguma dúvida não hesites.
    Catarina Viegas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!

      Eu estou com o projecto no BES e já andei a ver, não encontro nenhuma linha de apoio ao cliente especifica para o Microinvest, vou tentar ligar para o apoio ao cliente e logo vejo o que me dizem. Entretanto, também estive a ver o site da ANDC, têm lá contactos, vou experimentar por aí também!
      A espera é horrível, até porque enquanto desempregada, com subsidio a acabar, fica complicado saber se insisto ou desisto, porque o € tem de entrar em casa de alguma forma... Em todo caso, sempre sonhei abrir o meu negócio e acho que esta é a altura certa. Vou mas é começar a apertar com eles todos :)

      Mais uma vez, ainda bem que deixas aqui a tua experiência, porque sinceramente há coisas que me fazem sentir muito burra e que não faço ideia de como fazer! Já tenho o link do blog no ambiente de trabalho e vou acompanhar tudinho. Aliás, inspiraste-me a fazer o mesmo, porque realmente, a informação que se encontra é muito sistematizada e pouco útil enquanto experiência real.
      Espero que tudo esteja a correr bem com o teu projecto e que seja um sucesso suado! (que são os que melhor se aproveitam) ;)

      Obrigada ela força e acredita que ajudaste bastante.
      Muriel Mendes

      Eliminar
  7. Muriel, podes sempre requerer o social, sempre é melhor do que desistires do teu sonho. Só a espera já é muito desesperante, piora quando não sabemos se é aprovado. É uma incerteza que nos tira o sono. Mas nada de desesperar. Se esta é a altura certa, aproveita e o melhor mesmo é esperares. Espero que tenhas conseguido descobrir alguma novidade sobre o teu projeto. Conseguiste? Aperta com o banco até te sentires chata :-). Era assim que me sentia. Todas as semanas telefonava, até já tinha um dia da semana especifico para isso - as segundas feiras :-).
    Vou escrever um posto sobre as novidades.
    Dispõe sempre.
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Olá Bom dia

    Gostaria de saber mais noticias sobre o seu Projecto Catarina.
    Pois estou na fase da elaboração do Plano de Negocios e todas as dicas sobre as burocracias sao uteis.
    Cumps
    Mário

    ResponderEliminar
  9. Entretanto vi aqui que as coisas correram bem...e o projecto foi aprovado.
    Felicidades....
    Mário

    ResponderEliminar
  10. Olá, Mário! MMuito Obrigada. É como vai o seu projeto? Se eu puder ajudar, não hesite. Boa sorte!

    ResponderEliminar
  11. Eu oferecer empréstimos de dinheiro de tudo sincero e honesto e especialmente aqueles
    que estão em necessidade. Posso fornecer empréstimos que variam de € 3.000 a €
    3.000.000. meu interesse é muito baixo e é de 2% por ano,
    independentemente da quantidade solicitada. A duração do reembolso de 1
    a 30 anos, dependendo do montante emprestado. Então, se você tem
    precisam de empréstimos, empréstimos de investimento, pronto para comprar
    carro de resgate de crédito, empréstimo pessoal, consolidação de
    dívida, imóveis, você precisa de empréstimos registrados e educacional
    exclusivo curto- e a longo prazo, estão à sua disposição. Não
    Sinta-se livre para contatar-nos por e-mail para obter mais informações. Deixe-nos
    Sabe, no seu pedido de empréstimo, a quantia exata que você gostaria e
    restituição. E-mail: ana_isolina85@live.fr

    ResponderEliminar
  12. Olá Catarina!
    Estou a começar a elaborar o plano de negócios, reunir papelada, etc.
    gostaria de saber quanto tempo, depois de ter entregue na CGD, demorou até a resposta final?

    ResponderEliminar