quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Hoje foi um dia...


muito especial.

Fui visitar as instalações das irmãs da Madre Teresa de Calcutá em Faro. Pelo caminho ia pensando em oferecer os meus serviços de voluntariado.

Quando entrei o meu coração ficou apertado...precisava de sair o mais rápido possível daquela sala. Uma sala composta por pessoas na sua maioria muito idosas, em fase terminal e portadoras de problemas mentais. Fiz força, respirei fundo e aguentei. Uma a uma fui conhecê-las.

Apresentei-me, beijei-as, abracei-as e senti a força do toque. Como é tão importante o toque...um simples toque.
Serem tocadas, acarinhadas e amadas é tudo o que estas pessoas mais queriam. A minha presença era um tesouro para elas, e simplesmente deixei de querer sair dali.
Um trabalho árduo efectuado pelas irmãs que oferecem a sua vida em troca do Amor. O Amor pelo outro.
Fiz companhia à D. Augusta (foto)...uma senhora de 73 anos que está numa cadeira de rodas. Devido à sua meningite aos 7 anos ficou surda, mas sendo excelente em leitura labial, conversamos imenso sem sequer saber que era surda :-)

E claro que vou lá voltar...quero abraçá-las outra vez e tocá-las.

1 comentário:

  1. Não conhecia este teu blog. Parabéns pelo excelente trabalho que tens feito, eu não conseguiria...
    Beijinhos.

    ResponderEliminar