domingo, 10 de março de 2013

Ainda a propósito do nascimento...


As despesas não ficaram completas no post anterior, nem irão ficar neste, mas antes que me esqueça, vamos lá somar àquelas despesas, as aulas de Preparação para o Parto, que são realizadas nos Centros de Saúde e em Hospitais Públicos. Íamos somar se tivéssemos acesso a esses números, mas infelizmente, não encontrei. Se souberem, avisem-me, ok?
E para não ficar também esquecido, vamos adicionar os subsídios para grávidas, uma medida do Governo do Sócrates. Uma boa medida, sem dúvida, porque com a gravidez há sempre mais despesas e o Estado quer assegurar a saúde do bebé e da mãe, mas isto é bonito, quando há dinheiro para isso, é claro!
Assim sendo, 
O Apoio financeiro para a gravidez - Abono pré-natal, trata-se de um apoio em dinheiro, pago mensalmente, a partir do mês seguinte à 13.ª semana de gravidez, e até ao mês do nascimento da criança.
O valor a atribuir a cada mãe, irá depender do seu rendimento mensal. É atribuído a partir do 3º. mês de gravidez e termina no final da gravidez, sendo que escalões superiores com um rendimento superior a 8.803,62€/anual, não têm direito a este subsidio. 
Montantes (em EUR)
Escalões de rendimentosAbono de família pré-natalAbono de família pré-natal para famílias monoparentais 
1.º140,76168,91
2.º116,74140,09
3.º92,29110,75

Já agora, por curiosidade, fui pesquisar sobre os diferentes Apoios Sociais que existem sobre os "Direitos dos Pais" e aqui estão eles, apresento-vos:
1 - Subsídio por risco clínico durante a gravidez (100% da sua remuneração de referência)
2 - Subsídio por interrupção da gravidez (100% da sua remuneração de referência)
3 -Subsídio social por risco clínico durante a gravidez (para quem não tem rendimentos ou se estes forem insuficientes);
4- Subsídio por riscos específicos;
5- Subsídio social por riscos específicos
6- Subsídio parental inicial
7 - Subsídio parental alargado
8 - Subsídio de adopção
9-Subsídio social por adopção
10-Subsídio por adopção por licença alargada
11- Subsídio para assistência a filho
12- Subsídio para assistência a neto
13 - Apoio financeiro para a gravidez - Abono pré-natal
14 - Abono de família para crianças e jovens

Ainda deve haver mais, mas acho que estes já chegam para que tenhamos uma ideia.

Mais informações aqui!

4 comentários:

  1. Pois pois...andas a fazer essas contas todas....ha novidades??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Contas e mais contas!
      Não há novidades, mas haverá para breve :-)

      Eliminar
  2. Catarina, e neste tipo de coisas é que os nossos impostos devem ser usados, para promover o bem estar social geral e não os interesses de minorias. Continua a fazer publicações. Beijinho (Saudades)Cláudia

    ResponderEliminar
  3. Exatamente, Claudia! Portugal até precisa que a taxa de nascimentos aumente.
    Não condeno estas despesas, muito pelo contrário, mas as pessoas não têm noção dos números.
    Também tenho saudades :-)
    Beijinhos

    ResponderEliminar